Da Faculdade à Clínica

A ANEM fez recentemente um estudo sobre o rácio aluno-tutor nas várias faculdades de Medicina portuguesas. A FRONTAL analisa-o.

alunos3

A Medicina é indubitavelmente uma área desafiante e de enorme responsabilidade. Apesar das ofertas a nível tecnológico que o século XXI nos disponibiliza, é crucial não esquecer que uma boa prática clínica envolve não só a aquisição de uma quantidade imensurável de novos conhecimentos, como também o aprimorar da componente de comunicação e relação com o doente.

Neste contexto a ANEM publicou recentemente um documento que traduz o número de alunos por tutor nas Unidades Curriculares (UC’s) clínicas das oito Faculdades de Medicina portuguesas. É de salientar que os dados que foram apresentados são referentes ao ano letivo 2010/2011.

alunos2

Relativamente à nossa faculdade, os resultados obtidos permitem que estejamos numa posição de referência, uma vez que obtivemos o segundo valor mais baixo (3.2 alunos por tutor) a nível nacional. Apenas a Universidade do Algarve (UAlg) apresenta um rácio aluno/tutor inferior ao nosso, destacando-se todavia, que nesta o curso se destina exclusivamente a estudantes graduados e disponibiliza um número de vagas deveras restrito.

Apesar da média do número de alunos por tutor da FCM se afigurar exemplar, os valores variam de acordo com as diferentes UC’s. Iniciação à Clínica (6) e Infeciologia (5.5) são, atualmente, aquelas que apresentam um rácio mais elevado, sendo superior ao ambicionado. Com um resultado inferior à média destacam-se: Medicina Geral e Familiar (1.5), Oncologia Clínica (1.5), Hematologia (2), Otorrinolaringologia (2), Oftalmologia (2), Obstetrícia e Ginecologia (2.5).

Comparando os resultados da nossa faculdade com os indicados pelas restantes escolas médicas (excluindo contudo a UAlg) constatamos que a FCM evidencia os rácios mais baixos em UC’s como: Medicina Geral e Familiar (1.5), Dermatologia (3), Endocrinologia (3), Gastrenterologia (3), Hematologia (2), Nefrologia (3), Oftalmologia (2), Otorrinolaringologia (2), Psiquiatria (2.5) e Urologia (3).

[pullquote align=”left”]A Direção da Faculdade assegurou a FRONTAL que o rácio aluno/tutor será mantido (cerca de 4 alunos por tutor). [/pullquote]Para finalizar, é importante atenuar a nossa preocupação face ao futuro do rácio da nossa faculdade, tendo em conta a implementação do 3ºano do Novo Plano Curricular no ano letivo 2013/2014. Neste currículo, as UC’s com vertente clínica iniciam-se numa fase mais precoce, o que implica um crescente número de alunos em determinados serviços. Não obstante, a Direção da Faculdade assegurou à FRONTAL que o rácio aluno/tutor será mantido (cerca de 4 alunos por tutor). Sobressai, desta forma, a vantagem da existência de protocolos com múltiplos hospitais, verificando-se uma distribuição racionalizada dos estudantes por diferentes locais de ensino e aprendizagem.

[hr]

Toda a teoria que absorvemos dos livros é indispensável como pilar de suporte do conhecimento, de forma a podermos fundamentar e estruturar o nosso raciocínio. No entanto é através da informação que os doentes nos transmitem, bem como da forma como o fazem, que dirigimos e criamos os mapas conceptuais que nos permitem chegar a um diagnóstico. Em suma, é essencial saber ouvir e não esquecer o doente!

Os valores referentes ao rácio aluno/tutor foram retirados do documento “Análise do número de alunos por tutor” elaborado pela ANEM que pode ser descarregado aqui.

[hr]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here