A Nova Matriz da PNA 2019: Tudo o Que Deves Saber!

canstockphoto2155962

No dia 04 de maio, o Despacho nº 4412/2018 aprovou o novo modelo da Prova Nacional de Acesso (PNA) à Formação Especializada, respetiva matriz de conteúdos e referências bibliográficas. A FRONTAL traz-te as novidades introduzidas por este Despacho.

A PNA vai avaliar os médicos que pretendam ingressar no Internato Médico. Desta avaliação constam principalmente questões que valorizam o raciocínio clínico e que constituem o referencial daquilo que um médico não especialista deve saber.

De uma forma muito resumida foi publicada uma lista de conteúdos que serão objeto de avaliação e uma lista de bibliografia (incluindo a respetiva edição). Para além disso, como destaca a ANEM no seu comunicado, a elaboração desta matriz envolveu quer a Ordem dos Médicos, quer os Colégios de Especialidade.

Quando entra em vigor esta prova?

O novo modelo da PNA (e os conteúdos e bibliografia que foram publicados na matriz) vão entrar em vigor para o concurso de ingresso no Internato Médico de 2019, ou seja, para os alunos que agora frequentam o 5º ano.

A prova é paga?

Sim. Tem o custo de 90 €. Esta quantia deve ser paga no momento de candidatura ao concurso de 2019 (e seguintes) para ingresso no Internato Médico. Os médicos que já se encontrem a fazer a Especialidade, mas que pretendam mudar para outra (e necessariamente fazer a PNA) também estão obrigados ao pagamento desta quantia. Os alunos bolseiros estão isentos do pagamento.

O valor agora estabelecido é válido para os concursos de 2019 e 2020, sendo depois objeto de revisão pelo Governo que poderá, ou não, mantê-lo.

Quantas questões terá a prova?

A prova terá 150 questões. São mais 50 questões que no atual formato de exame. Tal deve-se à necessidade de aumentar o poder discriminativo do exame.

Quanto tempo tenho para fazer a prova?

A prova terá a duração total de 4 horas, que serão divididas em duas partes iguais de 2 horas separadas por um intervalo.  Tendo em conta o número de perguntas, e conforme também divulgado pela ANEM, corresponde a 90 segundos por questão com 15 minutos de tolerância.

Como serão as questões do exame?

As questões serão de escolha múltipla com uma opção que é a mais correta – a chamada “single best answer”. Este tipo de perguntas é há muito utilizado nos exames da United States Medical Licencing Examination (USMLE). Estas questões são compostas por uma vinheta clínica e uma questão, seguidas de alíneas. Dentro dessas alíneas poderão existir opções parcialmente corretas, mas apenas uma constitui a “single best answer”.

Que tipo de perguntas são feitas pelo National Board sob este modelo da “single best answer”?

O site do United States Medical Licencing Examination fornece exemplos de questões que poderiam ser feitas num exame. De seguida encontra-se um exemplo, traduzido livremente.

Uma mulher de 37 anos, previamente saudável, procura o médico devido a episódios de ansiedade grave com 3 meses de evolução, que se acompanham de dispneia, palpitações e parestesias nas extremidades dos membros. Os sinais vitais encontram-se dentro dos limites da normalidade. Ao exame objetivo não se detetam alterações. A função tiroideia e o ECG não têm alterações. Qual das seguintes opções é a terapêutica farmacológica mais adequada?

A. Carbonato de lítio

B. Metilfenidato

C. Olanzapina

D. Paroxetina

E. Ácido valproico

Resposta (D).

Que domínios vão ser avaliados?

Vão ser avaliados os seguintes domínios (as proporções podem ser alteradas):

  • Medicina (interna) 50%;
  • Cirurgia 15%;
  • Pediatria 15%;
  • Ginecologia e Obstetrícia 10%;
  • Psiquiatria 10%

Como será avaliado o domínio de MGF?

Irão existir questões sobre MGF. Ocorre que a prática MGF é transversal a todas as áreas do conhecimento propostas para a PNA, pelo que nos domínios avaliados as questões podem ser referentes a uma atuação hospitalar ou em ambulatório, sendo neste último caso, potencialmente, do domínio de MGF.

E dentro de cada domínio, que áreas vão ser avaliadas?

No domínio da Medicina Interna , vão ser avaliadas as áreas: cardiovascular, respiratória, neurológica, digestiva e hépato-biliar, renal, neoplásica, hematológica, infeciosa, reumatismal / autoimune, endocrinológica e metabólica.

No domínio de Cirurgia, as áreas são o aparelho digestivo, parede/cavidade abdominal, aparelho endócrino, cirurgia vascular, urologia, ortopedia, oftalmologia e otorrinolaringologia.

Na Pediatria, as áreas a avaliar são a neonatologia e perinatologia, alimentação e suplementos, crescimento, neurodesenvolvimento e comportamento, adolescência, vacinas, doenças exantemáticas, febre, infeciosa, dermatológica, imunoalergológica, digestiva, nefrológica, neurológica e áreas complementares.

No domínio da Ginecologia e Obstetrícia serão avaliadas as duas áreas desta especialidade.

Em Psiquiatria, as áreas as avaliar serão as perturbações neurocognitivas, aditivas, afetivas, da ansiedade e ainda, algumas áreas complementares.

Dentro de cada domínio, como se organizam os conteúdos a avaliar na PNA?

Dentro de cada domínio, todos os conteúdos a avaliar têm uma letra atribuída conforme a relevância (A – muito relevante; B – relevante; C – menos relevante). Para além disso, os conhecimentos de cada conteúdo podem ser testados em diversas vertentes, denominadas competências, que são as seguintes:

  • compreensão dos mecanismos de doença (MD)
  • capacidade de estabelecer um diagnóstico (D)
  • promoção de medidas de saúde e preventivas (P)
  • elaboração de um plano terapêutico (T)
  • elaboração de um plano de gestão do doente (GD)

Na matriz da prova, para cada conteúdo, estão discriminadas quais as competências a serem preferencialmente testadas.

Como exemplo encontra-se um excerto da matriz relativo aos conteúdos de Ginecologia e Obstetrícia.

31488327_10209842472532993_714854159177744384_n

Consulta a tabela completa que a Frontal elaborou aqui.

Quais são os livros por onde devo estudar?

Conteúdos gerais de Medicina Interna: Ivor, B., Griggs, R., Wing, E., & Fitz, J. (2015) Andreoli and Carpenter’s Cecil Essentials of Medicine. Elsevier Health Sciences. ISBN: 978 -1437718997.

Conteúdos específicos de Medicina Interna: Kasper, D., Fauci, A., Hauser, S., Longo, D., Jameson, J., & Loscalzo, J. (2015). Harrison’s principles of internal medicine, 19e. ISBN: 13: 978 -0071802154.

Conteúdos de Pediatria: Marcdante, K., & Kliegman, R. M. (2014). Nelson Essentials of Pediatrics E -Book. Elsevier Health Sciences. 7e. ISBN:978 -1455759804.

Conteúdos de Cirurgia: Brunicardi, F., Andersen, D., Billiar, T., Dunn, D. L., Hunter, J. G., Matthews, J. B., & Pollock, R. E. (2014). Schwartz’s Principles of Surgery, 10e. McGraw -Hill. ISBN: 978 -0071796750.

Conteúdos de Oftalmologia: Bagheri, N., Wajda, B., Calvo, C., Durrani, A. (2016). The Wills Eye Manual, 7e. Wolters Kluver. ISBN: 978 -1496318831

Conteúdos de Otorrinolaringologia: “Wilson, W., Nadol, J., Randolph, G. (2004). The clinical handbook of ear nose and throat disorders. ISBN 978 -1439805848”.

Conteúdos de Ginecologia e Obstetrícia: Beckmann, C., Herbert, W., Laube, D., Ling, F., & Smith, R. (2013). Obstetrics and Gynecology, 7e. Lippincott Williams & Wilkins. ISBN: 978 -1451144314.

Conteúdos de Psiquiatria: Harrison, P., Cowen, P., Burns, T., & Fazel, M. (2017). Shorter Oxford Textbook of Psychiatry, 7e. Oxford University Press. ISBN: 978 -0198747437.

Nota: existem alguns conteúdos de Medicina Interna cujo livro recomendado é o “Harrison’s Principles of Internal Medicine”. São principalmente os conteúdos do tipo “abordagem ao doente com…”, mas também inclui outros temas como “paragem cardiorrespiratória”, “desequilíbrios hidroeletrolíticos e distúrbios do equilíbrio ácido-base”, “emergências oncológicas”, “neoplasias de origem primária oculta” e “Diabetes mellitus”.

Se sair uma nova edição de um dos livros da bibliografia devo estudar por ela?

Deve estudar-se pela versão mais recente de cada manual que estiver editada quando faltarem 18 meses para o exame. Isto quer dizer que para a PNA que irá decorrer em novembro de 2019 (para os alunos do atual 5º ano), os livros são os elencados no despacho. Caso existam novas edições, essas não farão parte da bibliografia.

Para a prova de 2020, se sair uma nova edição até maio de 2019, será essa aquela que fará parte da bibliografia oficial da prova.

O que ainda faltava explicar neste Despacho?

De acordo com a ANEM, falta ainda esclarecer a importância de diferenciar concretamente as tipologias de competências (A, B ou C) e como é que as percentagens de cada tema a abordar se vão traduzir concretamente na prova.

Em termos mais globais, a ANEM salienta ainda a necessidade de efetuar uma prova piloto e de compreender a orçamentação que levou ao estabelecimento do valor de 90 €.