“Anthropos” dois, cancro um