Na hora de escolher

Já conheces o relatório sobre a evolução prospetiva das carreiras médicas? A FRONTAL apresenta agora as suas principais conclusões, que te podem ajudar na hora de escolher a especialidade.

 fullsize-ordem-dos-medicos-cursos-privados-580

O relatório Estudo de Evolução Prospetiva de Médicos no Sistema Nacional de Saúde foi apresentado em junho de 2013 e trata-se de um documento produzido pela Universidade de Coimbra para a Ordem dos Médicos, refletindo sobre a evolução das carreiras médicas entre 2002 e 2011. Este visa fazer uma caracterização da profissão médica em Portugal no presente e tenta estabelecer que especialidades médicas serão necessárias para o futuro e sustentabilidade do SNS.

Além destas conclusões, procura ainda alertar para as consequências do aumento do numerus clausus e suas implicações no momento de escolha da especialidade.

Serão agora discutidas as principais curiosidades sobre o mapa de especialidades em Portugal e quais as necessidades para o futuro.

Alguns factos:

  • Em 2011, havia 43.247 médicos
  • 93 % dos médicos afetos ao SNS são portugueses
  • De 2002 a 2011, houve um aumento efetivo de 9,4 % dos profissionais médicos
  • 51% dos médicos são mulheres
  • As mulheres são a maioria no escalão até aos 29 anos – 68%

 dsds

  • As especialidades em Portugal têm uma duração que varia entre 4 a 6 anos.
  • São exemplos de especialidades com 4 anos: Anestesia, Estomatologia, Medicina Geral e Familiar, Medicina Nuclear, Patologia Médica, Oftalmologia, Saúde Pública e Radioterapia
  • As especialidades mais longas são as cirúrgicas, das quais são exemplo: Cirurgia Geral, Cirurgia Pediátrica, Neurocirurgia, Ortopedia ou Urologia

Analisando os principais números de cada especialidade:

  • Na globalidade, o número de efetivos de cada especialidade aumentou, com exceção de Saúde Pública, Radioterapia, Estomatologia, Anatomia Patológica, Psiquiatria, Medicina Geral e Familiar e Ginecologia/Obstetrícia.
  • As especialidades mais envelhecidas são Saúde Pública, Medicina Geral e Familiar, Medicina Tropical e Farmacologia
  • As especialidades com menor atratibilidade  são Saúde Pública, Patologia Clínica, Imunohematerapia, Anatomia Patológica, Medicina Interna e Medicina Geral e Familiar.
  • As especialidades com uma faixa etária menor são: Angiologia/Cirurgia Vascular, Medicina Nuclear, Nefrologia, Neurorradiologia, Oncologia e Reumatologia.
  • Há uma grande concentração de profissionais de saúde nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e Norte.

Em comparação com outros países europeus, este relatório relativiza a situação portuguesa com países como Inglaterra e França. Por exemplo, em relação a Inglaterra, temos um défice de médicos pediatras por 100.000 habitantes, todavia a situação inverte-se em Ginecologia e Obstetrícia, já que neste momento temos mais especialistas desta área do que os ingleses, por 100.000 habitantes.

É feita, então, uma prospetiva, segundo modelos estatísticos, sobre a necessidade de especialistas até 2025. Destacamos 2 exemplos de especialidades:

  • Cirurgia Geral: vai perder 518 especialistas. Segundo o modelo de necessidades do sistema, serão necessários de 582- 722 novos especialistas.
  • Medicina Interna: irão sair do SNS 559 profissionais. Segundo o modelo de necessidades do sistema, serão necessários de 651- 850 novos especialistas.

 jjj

Deixando agora o olhar sobre as especialidades, o relatório traz um número preocupante- 5450 diplomados em medicina, tendo em conta a actual legislação, não têm lugar no sistema público no período até 2025!

 5450 diplomados em medicina não têm lugar no sistema público no período até 2025!

Em suma, o panorama das especialidades em Portugal é muito diversificado, havendo, em algumas, urgência na renovação dos seus quadros. Todavia, devido à saturação dos cursos de medicina, os lugares oferecidos nas mais diversas áreas não serão suficientes para alocar todos os formados.

Aconselha-se a leitura  deste relatório, porque a partir daqui poderás fazer uma reflexão mais profundo sobre o teu futuro profissional.

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here