A Fragil(I)dade