Corpo carotídeo: a peça que faltava?