Basquete, Segundo Rodrigo Realista

O meu nome é Rodrigo Realista, tenho 21 anos, sou aluno do 2º ano da FCM-NOVA e pratico basquetebol. Comecei a jogar com cerca de 12 anos, no Sport Algés e Dafundo, clube no qual ainda me encontro, tendo percorrido todos os escalões, desde os minis até aos juniores e seniores, que represento atualmente.Rodrigo Realista 2

Quando era mais novo, via muitas vezes na televisão os jogos da NBA e da liga portuguesa, o que despertou em mim uma vontade de jogar também. Acho que posso dizer que o filme “Space Jam” também teve a sua quota-parte de motivação para iniciar a modalidade.

Comecei por treinar cerca de quatro vezes por semana, mas à medida que fui crescendo os treinos foram aumentando a intensidade e o ritmo, sendo que hoje em dia treino diariamente, às vezes de manhã e à tarde/noite. Já sem contar com os jogos durante os fins-de-semana, que podem ser em locais bem distantes do país. Uma pergunta que surge frequentemente é como é que consigo gerir a minha vida, como é que consigo chegar a tudo: aulas, desporto, família, amigos… É fácil! O que é verdadeiramente preciso é saber rentabilizar o tempo. É necessário reconhecer que não temos o mesmo tempo que os nossos colegas, mas que se nos organizarmos conseguimos fazer tudo o que eles fazem. Tendo crescido sempre com esta vertente do desporto, acho que de uma forma geral consigo conciliar tudo e acabo por não ter de abdicar de grandes coisas. Por vezes, posso ter de abdicar de uma saída à noite com os amigos, porque diminui altamente o rendimento físico e psicológico para o dia seguinte e acaba por desregular o tempo que tão cuidadosamente organizámos. Mas de resto, acho que não abdico de nada que seja relevante. Há que acrescentar que, por sorte, quer a minha família, quer a grande maioria dos meus amigos estão ligados ao clube e ao desporto, sendo muito mais fácil não ter de optar e não deixá-los para trás.

Em termos de competições, fui três vezes campeão regional de juniores e uma vez campeão nacional de seniores, resultados bastante bons tendo em conta que o campeonato é bastante competitivo.

Com esta carga desportiva e horária seria muito fácil pensar em desistir. No entanto, continuo a jogar por gosto claro e porque, estando num curso como Medicina, acho difícil fazê-lo bem sem ter algum “escape”, acho que é preciso equilibrar as energias, para mantermos a nossa integridade, principalmente a psicológica.

Rodrigo Realista 1

Para quem quer jogar basquetebol, o conselho que dou é que comecem cedo, porque há uma parte técnica que é preciso aprender e aperfeiçoar, o que só se consegue com muito treino e com muito tempo. O lançamento ao cesto por exemplo… é preciso treinar para ter uma eficácia considerável, não é algo que se consiga de um dia para o outro. Mas aconselho toda a gente a experimentar, principalmente quem se identifica com o desporto em grupo, sendo que para mim é algo fundamental. Aprendemos a ser uns para os outros, a ter espírito de sacrifício pela equipa, a ganhar e perder em conjunto, além de que o ambiente é fantástico e dá-nos a possibilidade de conhecer imensa gente nova e fazer grandes amigos.

Desde que continue a compatibilizar as vertentes essenciais da minha vida, estou a pensar continuar a jogar e estudar, contando sempre com o apoio daqueles que são mais importantes para mim.

Rodrigo Realista

Artigo anterior“É difícil esquecer” – Não neste caso
Próximo artigoTuberculose VS. Vitamina C
Alexei Buruian, aluno do 4º ano na FCM-NOVA. Nasci na Moldávia e vim para Portugal em 2002, em 2010 ingresso no Ensino Superior. Atualmente sou colaborador do departamento Desportivo da AEFCML e da revista FRONTAL. Um grande agradecimento meu aos atletas que se disponibilizaram para fazer os artigos, foi um privilégio entrevistar-vos :) Estamos sempre à procura de atletas a quem possamos entrevistar! Se praticas alguma modalidade desportiva, especialmente uma que ainda não conste nos artigos disponíveis, então contacta-nos para desportivo@ae.fcm.unl.pt e partilha a tua história com a faculdade!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here