Inicio REVISTA 44ª Edição

44ª Edição

Há um legado que temos de preservar: os cravos nas pontas das espingardas, a democratização dos direitos essenciais, a dignidade na doença, o respeito pela igualdade do ser que sofre. Conscientes do fim, façamos da exaustão o tempo imprescindível, fundamental para que Abril não seja mais um dia de maio.
— 44ª EDIÇÃO, ABRIL É UM DIA DE MAIO

Conscientia: Vini, Vidi, Vici

Desvendar os mistérios que a mente e o cérebro apresentam não é fácil. A FRONTAL comemora o Ano Europeu da Saúde Mental e do...

O Homem que Não Viveu Duas Vezes

O mundo – conceito global e unificador – é hoje palco de uma das mais incríveis conquistas da Humanidade enquanto espécie predisposta à doença...

Crónica de um SNS Jovem

Conceção Em 1970 Portugal era, no contexto Europeu, um país pobre e pouco desenvolvido. Dos 180.000 portugueses que nasciam por ano, 63% faziam-no em casa,...

“O SNS é o meu Melhor Poema”

Nos primeiros anos da transição para a III República vive-se um contínuo agravar das condições de vida da população. Há uma progressiva incapacidade de...

NASA Flight Surgeon

És uma pessoa aventureira? Desde criança idealizas ser astronauta? A descoberta do Universo sempre foi uma paixão tua, mas a sensatez levou-te ao mundo...