Top 5: Ciência por Acidente

Muitos cientistas de renome foram premiados graças as suas descobertas que têm feito ao longo dos anos, no entanto, algumas destas foram.. por acidente. Curioso em saber quais são? A FRONTAL traz o TOP 5 das descobertas científicas acidentais !modelo 2

1. RAIO – X, por Wilhelm Röntgen

xraysEm 1895, Röntgen detetou pela primeira vez os raios X – assim designados devido ao desconhecimento, por parte da comunidade científica contemporânea, da natureza desta radiação – enquanto estudava o fenómeno da luminescência produzida por raios catódicos num tubo de Crookes. Percebeu que, ao fornecer energia cinética aos eletrões, estes emitiam uma radiação que marcava a chapa fotográfica. Nos trabalhos que publicou, Röntgen não informou de forma clara e detalhada o modo como ocorreu a descoberta deste fenómeno, e existem poucas informações confiáveis sobre o mesmo. Uma das poucas fontes de informação da época foi uma entrevista que Röntgen concedeu a um jornalista americano. A primeira utilização de raio-x relatada num ser vivo é o da radiografia da mão da sua esposa, Bertha, com dois anéis no 4º dedo, que será muito provavelmente a radiografia mais vista do mundo.

2. PENICILINA, por Alexander Fleming

flemingEm 1928, enquanto estudava a bactéria Staphylococcus e após voltar de férias, Fleming  apercebeu-se que as suas amostras destes microrganismos tinham sido contaminadas por uma espécie de bolor. Pouco antes de eliminar todas as amostras contaminadas reparou no halo de inibição de crescimento da bactéria nas áreas em contacto com o bolor. Foi então que Fleming e o seu colega, Pryce, descobriram um fungo do género Penicillium e demonstraram que o fungo produzia uma substância responsável pelo efeito bactericida – a penicilina. Em 1941 foram pela primeira vez demonstrados os efeitos desta substância em humanos, tendo sido de grande utilidade para o tratamento dos soldados dos aliados na Segunda Guerra Mundial. Em 1945, Fleming, Florey e Chain foram laureados com o Nobel de Fisiologia ou Medicina por esta descoberta.

3. MICRO-ONDAS, por Percy LeBaron Spencer

spencerTudo começou quando Spencer manipulava o seu magnetrão gerador de ondas eletromagnéticas e possuía uma barra de chocolate no bolso. Spencer conhecia a capacidade das micro-ondas gerarem calor, mas intrigado com o facto do chocolate derreter com o calor gerado por estas ondas e não sentir tal calor, resolveu fazer uma experiência. Colocou uma taça de milho em frente ao magnetrão e, para sua surpresa, surgiram as pipocas. Este estrondo de máquina, patenteada em 1946, tinha 1,70m de altura, pesava 340 kg, era arrefecida a água e produzia 3 vezes a quantidade de radiação produzida atualmente pelos fornos micro-ondas. Hoje, trata-se de uma máquina, esteticamente melhorada, que continua a permitir que milhares de famílias consumam comida quente a qualquer hora do dia.

4. PACEMAKER, por Wilson Greatbatch

Greatbatch2Greatbatch estava a trabalhar no desenvolvimento de um oscilador que permitisse a gravação dos sons cardíacos, e por acidente, em vez de um resistor de 10 000 ohm, colocou um de 1megaohm. Percebeu posteriormente que o circuito resultante causava um movimento muito semelhante ao do coração, permitindo desta forma a sua utilização atual na regularização da frequência dos batimentos cardíacos. Em 1958 foi colocado o primeiro pacemaker. Este era do tamanho de um disco de hóquei com apenas 2 transístores. Mais tarde, Greatbatch inventou uma bateria de lítio para o fornecimento de energia ao pacemaker. Atualmente, estas pequenas máquinas podem ser tão pequenas quanto uma moeda e ter uma quantidade de milhares de transístores.

5. VIAGRA, pela empresa americana Pfizer

pfizerPara a vida conjugal VIAGRA foi uma das invenções mais importantes e este ano esta festeja 15 anos de existência. A sua utilidade para a atividade sexual surgiu inesperadamente uma vez que a conceção inicial direcionava a sua utilização no tratamento da angina e para melhorar a circulação e consequente oxigenação cardíaca. Os primeiros doentes tratados com este fármaco verificaram que, ao contrário do esperado, a irrigação sanguínea não era estimulada no coração, mas tinha efeito num outro local como ampliador da capacidade sexual masculina, um efeito que, desde cedo, ganhou interesse pelo público: poucas semanas depois de ser aprovada a sua comercialização, foram passadas mais de 40 mil prescrições médicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here